Quinta-feira da Semana V do Tempo da Quaresma

Genesis 17, 3-9 Naqueles dias, Abrão caiu de rosto por terra e Deus falou-lhe assim: «Esta é a minha aliança contigo: Serás pai de um grande número de nações. Já não te chamarás Abrão, mas Abraão será o teu nome, porque farei de ti o pai de um grande número de nações. Farei que tenhas incontável descendência que dês origem a povos e de ti sairão reis. Estabelecerei a minha aliança contigo e com a tua descendência, de geração em geração. Será uma aliança perpétua, para que Eu seja o teu Deus e o Deus dos teus futuros descendentes. A ti e à tua futura descendência darei a terra em que tens habitado como estrangeiro, toda a terra de Canaã, em posse perpétua. Serei o vosso Deus». Deus disse ainda a Abraão: «Guardarás a minha aliança, tu e a tua descendência futura de geração em geração». Compreender a Palavra Abraão prostra-se por terra diante de Deus que se revela como o Senhor supremo, Deus altíssimo, o Senhor das montanhas e quer fazer uma Aliança com ele. Este gesto é uma atitude de aceitação. Abraão está disposto a aceitar uma aliança com Deus mesmo antes de saber os seus fundamentos. É uma total disponibilidade. Deus fala e percebe-se que é Deus quem se compromete com Abraão. “Serás pai”, “de ti sairão reis” “serei o teu Deus e dos teus descendentes”,...

Read More