Autor: admin

Enquirídio dos Documentos da Reforma Litúrgica

  Há muito que se pensava na publicação dum volume com os principais documentos da reforma litúrgica. Em 1998 publicámos o Enquirídio dos Documentos da Reforma Litúrgica [EDREL] na intenção de servir em primeiro lugar os professores e alunos de liturgia, e de maneira mais alargada a pastoral litúrgica a todos os níveis. Dezasseis anos volvidos sobre a primeira edição, entretanto esgotada, foi com alegria e sentido de serviço à Santa Mãe Igreja e à sua Liturgia, que preparámos esta segunda edição. É sabido que, após a promulgação da Constituição Sacrosanctum Concilium, teve início uma grande reforma da liturgia...

Read More

Sábado da Semana I do Tempo da Quaresma

DEUTERONÓMIO 26, 16-19 Moisés falou ao povo, dizendo: «O Senhor, teu Deus, ordena-te hoje que cumpras estas leis e mandamentos. Tu os guardarás e cumprirás com todo o teu coração e com toda a tua alma. Hoje obtiveste a promessa do Senhor de que Ele seria o teu Deus; e tu deves seguir os seus caminhos, cumprindo os seus mandamentos, leis e preceitos, e escutando a sua voz. E hoje o Senhor obteve de ti a promessa de que serás o seu povo, como Ele tinha declarado, e cumprirás os seus mandamentos. Ele te elevará pela glória, fama e esplendor, acima de todas as nações que formou, e serás um povo consagrado ao Senhor, teu Deus, como Ele prometeu.   Compreender a Palavra A ideia geral do texto contém o fundamental da relação de Deus com o seu povo: cumprirás os mandamentos, eu serei o teu Deus e tu serás o meu povo. Esta relação, assente na obediência a Deus e na solicitude de Deus pelo seu povo será razão de glória, prestígio e fama. Esta é a grande promessa que Deus faz ao seu povo e que ele cumprirá. Meditar a Palavra “O Senhor teu Deus ordena-te hoje…”. Com esta afirmação inicial o texto de Deuteronómio torna-se uma palavra actual. Deus fala-me, hoje, a mim. A sua palavra é uma ordem porque ele, o Senhor, cumpre as suas...

Read More

Sexta-feira da Semana I do Tempo da Quaresma

Ezequiel 18, 21-28 Assim fala o Senhor Deus: «Se o pecador se arrepender de todas as faltas que cometeu, se observar todos os meus mandamentos e praticar o direito e a justiça, certamente viverá e não morrerá. Não lhe serão lembrados os pecados que cometeu e viverá por causa da justiça que praticou. Será porventura a morte do pecador que Me agrada? – diz o Senhor Deus – Não é antes que se converta do seu mau proceder e viva? Mas se o justo se desviar da justiça e praticar o mal, imitando as abominações dos pecadores, porventura viverá? Não mais será recordada a justiça que praticou; por causa da prevaricação em que caiu e do pecado que cometeu, ele morrerá. E vós dizeis: ‘O modo de proceder do Senhor não é justo’. Escutai, casa de Israel: Será o meu modo de proceder que não é justo? Não será antes o vosso modo de proceder que é injusto? Quando o justo se afastar da justiça, praticar o mal e vier a morrer, morrerá por causa do mal cometido. Quando o pecador se afastar do mal que tiver realizado, praticar o direito e a justiça, salvará a sua vida. Se abrir os olhos e renunciar às faltas que tiver cometido, certamente viverá e não morrerá». Compreender a Palavra Ezequiel recorda que Deus quer que o pecador se arrependa e viva....

Read More

Livro: Sementes de Evangelho: Ano B

  Graças à presente publicação estão reunidos os textos que, durante o Ano B, foram publicados no semanário da Diocese de Bragança-Miranda, Mensageiro de Bragança, sob o título “Sementes de Vida”, e difundidos pelas vias da internet como “Página de União”. Esta iniciativa vem em linha de continuidade com a publicação Sementes de Evangelho, Ano A. A centralidade da Palavra na vida e na missão da Igreja é indiscutível, e o primado cabe à coragem da escuta da Palavra. A audição da Palavra de Deus constrói a Igreja e encontra em Cristo a sua plenitude. Mas esta escuta é...

Read More

Quinta-feira da Semana I do Tempo da Quaresma

Ester 4, 17 n. p-r. aa-bb.gg-hh Naqueles dias, a rainha Ester, tomada de angústia mortal, procurou refúgio no Senhor e fez esta súplica ao Senhor, Deus de Israel: «Meu Senhor, nosso único Rei, vinde socorrer-me, porque estou só e não tenho outro auxílio senão Vós e corre perigo a minha vida. Desde criança, ouvi dizer na minha tribo paterna que Vós, Senhor, escolhestes Israel entre todos os povos e os nossos pais entre os seus antepassados, para serem a vossa herança perpétua, e cumpristes tudo o que lhes tínheis prometido. Lembrai-Vos de nós, Senhor, e manifestai-Vos no dia da nossa tribulação. Fortalecei-me, Rei dos deuses e Senhor dos poderosos. Ponde em meus lábios palavras harmoniosas, quando estiver na presença do leão, e mudai o seu coração, para que deteste o nosso inimigo e o arruíne com todos os seus cúmplices. Livrai-nos com a vossa mão; vinde socorrer-me no meu abandono, porque não tenho ninguém senão Vós, Senhor». Compreender a Palavra Este pequeno texto do livro de Ester, apresenta a rainha num momento de aflição e angústia. No meio da sua provação experimenta a solidão e só pode contar com o Senhor. A única saída é a oração. Depois de invocar o Senhor e suplicar o seu auxílio, recorda o que Deus fez no passado e lhe foi contado pelos seus antepassados “desde criança, ouvi dizer…”. Tudo o que Deus...

Read More

Quarta-feira da Semana I do Tempo da Quaresma

Jonas 3, 1-10 A palavra do Senhor foi dirigida a Jonas nos seguintes termos: «Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive e apregoa nela a mensagem que Eu te direi». Jonas levantou-se e foi a Nínive, conforme a palavra do Senhor. Nínive era uma grande cidade aos olhos de Deus; levava três dias a atravessar. Jonas entrou na cidade e caminhou durante um dia, apregoando: «Daqui a quarenta dias, Nínive será destruída». Os habitantes de Nínive acreditaram em Deus, proclamaram um jejum e revestiram-se de sacos, desde o maior ao mais pequeno. Logo que a notícia chegou ao rei de Nínive, ele ergueu-se do trono e tirou o manto, cobriu-se de saco e sentou-se sobre a cinza. Depois foi proclamado em Nínive um decreto do rei e dos seus ministros, que dizia: «Os homens e os animais, os bois e as ovelhas, não provem alimento, não pastem nem bebam água. Os homens e os animais revistam-se de sacos e clamem a Deus com vigor; afaste-se cada um do seu mau caminho e das violências que tenha praticado. Quem sabe? Talvez Deus reconsidere e desista, acalmando o ardor da sua ira, de modo que não pereçamos». Quando Deus viu as suas obras e como se convertiam do seu mau caminho, desistiu do castigo com que os ameaçara e não o executou. Compreender a Palavra Conhecemos, ainda que em traços gerais,...

Read More

Terça-feira da Semana I do Tempo da Quaresma

Isaías 55, 10-11 Assim fala o Senhor. «A chuva e a neve que descem do céu não voltam para lá sem terem regado a terra, sem a haverem fecundado e feito produzir, para que dê a semente ao semeador e o pão para comer. Assim a palavra que sai da minha boca não volta sem ter produzido o seu efeito, sem ter cumprido a minha vontade, sem ter realizado a sua missão». Compreender a Palavra O profeta percebe que Deus está acima do homem e é preciso procurá-lo com uma mentalidade nova. Os pensamentos de Deus estão distantes dos nossos pensamentos. Para entender o mistério de um Deus que sendo maior que o homem está próximo dele, é necessária a acção da palavra. A palavra de Deus tem a força da realização. O profeta apresenta o exemplo da chuva que cai e fecunda a terra. A palavra de Deus vem à história dos homens, à vida de cada um e torna-se vida, acontecimento, porque realiza o que diz. Perante as promessas de Deus o homem questiona-se se será possível a sua realização. A palavra de Deus é Deus na sua palavra agindo e fecundando o coração da história. Meditar a Palavra A conversão é mais uma ação de Deus do que nossa. A palavra escutada, acolhida, abraçada, mastigada no coração, como a semente que se esconde no interior da...

Read More

Segunda-feira da Semana I do Tempo da Quaresma

Levítico 19, 1-2.11-18 O Senhor dirigiu-Se a Moisés, dizendo: «Fala a toda a comunidade dos filhos de Israel e diz-lhes: ‘Sede santos, porque Eu, o Senhor, vosso Deus, sou santo. Não furtareis, não direis mentiras, nem cometereis fraudes uns com os outros. Não prestarás juramento falso, invocando o meu nome, pois profanarias o nome do teu Deus. Eu sou o Senhor. Não oprimirás nem expropriarás o teu próximo. Não ficará contigo até ao dia seguinte o salário do jornaleiro. Não insultarás um surdo nem colocarás tropeços diante de um cego, mas temerás o teu Deus. Eu sou o Senhor. Não cometerás injustiças nos teus julgamentos: não prejudicarás um pobre, nem darás preferência ao poderoso; julgarás o teu próximo segundo a justiça. Não caluniarás os teus parentes, nem conspirarás contra a vida do teu próximo. Eu sou o Senhor. Não odiarás do íntimo do coração os teus irmãos, mas corrigirás o teu próximo, para não incorreres em falta por causa dele. Não te vingarás, nem guardarás rancor contra os filhos do teu povo. Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor’». Compreender a Palavra O capítulo dezanove de Levítico apresenta, como o próprio título indica, um conjunto de normas de conduta, morais e religiosas. Estas normas estão inspiradas nos dez mandamentos que, são aqui aprofundados para serem postos em prática com mais exatidão. É interessante verificar...

Read More

Sábado depois das Cinzas

Leitura: Is 58, 9b-14 Eis o que diz o Senhor: «Se tirares do meio de ti toda a opressão, os gestos de ameaça e as palavras ofensivas, se deres do teu pão ao faminto e matares a fome ao indigente, brilhará na escuridão a tua luz e a tua noite será como o meio-dia. O Senhor será sempre o teu guia e saciará a tua alma nos lugares desertos. Dará vigor aos teus ossos e tu serás como o jardim bem regado, como nascente cujas águas nunca faltam. Reconstruirás as ruínas antigas e levantarás os alicerces seculares; e serás chamado ‘reparador de brechas’, ‘restaurador de casas em ruínas’. Se te abstiveres de profanar o sábado e de tratar de negócios no dia santificado, se chamares ao sábado as tuas delícias e o consagrares à glória do Senhor, se o respeitares não fazendo viagens, evitando os teus negócios e empreendimentos, então encontrarás no Senhor as tuas delícias; Eu te levarei em triunfo às alturas da terra e farei que te alimentes da herança de teu pai Jacob». Assim falou a boca do Senhor. Compreender a Palavra Continuando o texto bíblico proclamado na celebração de sexta-feira, Isaías, aprofunda a reflexão sobre as obras que agradam ao Senhor, as obras de misericórdia, que podemos dividir em duas partes. Na primeira parte Deus identifica-se com o oprimido, o faminto e o pobre. O...

Read More

Novembro 2017
D S T Q Q S S
« Out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930