Quinta-feira da Semana II do Tempo Pascal

Actos dos Apóstolos 5, 27-33 Naqueles dias, o comandante do templo e os guardas trouxeram os Apóstolos e fizeram-nos comparecer diante do Sinédrio. O sumo sacerdote interpelou-os, dizendo: «Já vos proibimos formalmente de ensinar em nome de Jesus; e vós encheis Jerusalém com a vossa doutrina e quereis fazer recair sobre nós o sangue desse homem». Pedro e os Apóstolos responderam: «Deve obedecer-se antes a Deus que aos homens. O Deus dos nossos pais ressuscitou Jesus, a quem vós destes a morte, suspendendo-O no madeiro. Deus exaltou-O pelo seu poder, como Chefe e Salvador, a fim de conceder a Israel o arrependimento e o perdão dos pecados. E nós somos testemunhas destes factos, nós e o Espírito Santo que Deus tem concedido àqueles que Lhe obedecem». Exasperados com esta resposta, decidiram dar-lhes a morte. Compreender a Palavra A decisão final é própria de uma situação descontrolada. O poder tem sempre uma última saída para todos os problemas que é mandar matar quem oferece resistência, quem se impõe pela verdade, quem não se acobarda. Está em jogo uma questão real e uma questão de consciência. As autoridades mandaram matar Jesus e agora não querem assumir a sua responsabilidade. O anúncio feito pelos apóstolos, fala daquele que tendo sido condenado injustamente à morte humilhante da cruz, venceu a morte pelo poder de Deus e está vivo e concede o seu Espírito...

Read More