Domingo de Ramos na Paixão do Senhor

Mistagogia da Palavra Na Semana Santa, a Igreja celebra os mistérios da salvação, levados a cumprimento por Cristo nos últimos dias da sua vida, a começar pela sua entrada messiânica em Jerusalém. O tempo quaresmal continua até Quinta-Feira Santa. A partir da Missa vespertina da Ceia do Senhor, começa o Tríduo pascal, que abrange a Sexta-Feira da Paixão do Senhor e o Sábado Santo, tem o seu centro na Vigília pascal e conclui-se com as Vésperas do Domingo da Ressurreição. A semana santa tem início no “Domingo de Ramos na Paixão do Senhor”, que une num todo o triunfo real de Cristo e o anúncio da Paixão. Na celebração e na catequese deste dia, deve salientar-se o duplo aspecto do mistério pascal. A comemoração da entrada do Senhor faz-se, desde a antiguidade, pela procissão solene, com a qual os cristãos celebram este acontecimento, imitando as aclamações e os gestos das crianças hebraicas, que foram ao encontro do Senhor com o canto do “Hossana”. Os fiéis participam nesta procissão levando ramos de oliveira e de outras árvores. A bênção dos ramos é feita para os levar na procissão. Conservados em casa, os ramos recordam aos fiéis a vitória de Cristo celebrada com a mesma procissão. Na bênção dos ramos é lido o Evangelho segundo S. Marcos. Jesus sobe a Jerusalém para Se submeter à morte. Por isso, entra na Cidade...

Read More