Terça-feira da Semana VI do Tempo Comum

Tiago 1, 12-18 Feliz o homem que resiste à tentação, porque, depois de ter sido provado, receberá a coroa da vida que o Senhor prometeu aos que o amam. Ninguém diga, quando for tentado para o mal: «É Deus que me tenta.» Porque Deus não é tentado pelo mal, nem tenta ninguém. Cada um é tentado pela sua própria concupiscência, que o atrai e seduz. E a concupiscência, depois de ter concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte. Não vos enganeis, meus amados irmãos. Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, no qual não há mudanças nem períodos de sombra. Por sua livre decisão, nos gerou com a palavra da verdade, para sermos como que as primícias das suas criaturas. Compreender a Palavra Diante das provações muitos cristãos desanimavam e experimentavam o pecado da infidelidade, do abandono da fé e da recusa do Senhor Jesus. Perante esta situação, muitos julgavam que tanto a provação como o pecado vinham de Deus. É Deus quem nos prova e, portanto, é Deus a causa do nosso pecado. Ora, Tiago vem ensinar que Deus só pode comunicar o que é bom, o dom perfeito. O pecado vem da concupiscência que, alimentada por nós, nos inclina para o mal gerando em nós o pecado. De Deus...

Read More