Domingo II do Tempo Comum

Mistagogia da Palavra O tempo que decorre da segunda-feira que segue a festa do Baptismo do Senhor até à terça-feira antes da Quaresma e o que decorre da segunda-feira depois do Pentecostes até às I Vésperas do 1º domingo do Advento, tem o nome de Tempo Comum. São 33 ou 34 semanas distribuídas em dois ciclos e são destinadas “não a celebrar um aspecto particular do mistério de Cristo, mas o próprio mistério de Cristo na sua globalidade, especialmente nos domingos”. O I Domingo do Tempo Comum foi preenchido com a festa do Baptismo do Senhor. Neste II Domingo a Palavra de Deus diz-nos que todo o homem, pelo simples facto de estar no mundo, está em estado de “vocação”. Através dos caminhos misteriosos dos acontecimentos humanos mais ordinários e obscuros, Deus o chama à existência por um particular plano de amor. De facto, a vocação, como a existência, é sempre um chamamento pessoal: fala pessoalmente a cada um. Descobrir a propria vocação significa descobrir o plano de vida que tem para cada um de nós, porque a iniciativa é sempre d’Ele. A 1ª leitura é do I Livro de Samuel. Samuel é-nos apresentado ainda como um menino, que vive tranquilamente no templo do Senhor em Silo, ajudando o sacerdote Heli. Não sabe de onde provém a voz e então dirige-se a Heli. Este dá-se conta de que se...

Read More