Quinta-feira do Tempo do Natal

1 Jo 3, 7-10  Meus filhos, ninguém vos engane. Quem pratica a justiça é justo como Ele, Jesus, é justo. Quem comete o pecado é do Diabo, porque o Diabo é pecador desde o princípio. Foi para destruir as obras do Diabo que o Filho de Deus Se manifestou. Quem nasceu de Deus não comete o pecado, porque permanece nele uma semente divina; e não pode pecar, porque nasceu de Deus. Nisto se distinguem os filhos de Deus e os filhos do Diabo: quem não pratica a justiça e não ama o seu irmão não é de Deus. Compreender a Palavra João faz a distinção entre os que pertencem a Deus e os que pertencem ao diabo. Os que pertencem a Deus são os que, pela fé em Cristo, receberam a graça de Deus que os faz participantes da sua vida e portanto justo, santos. Estes, diz João, não pecam. Os outros pertencem àquele que é pecador desde o princípio. Ora a justiça entende-se como santidade e o amor a Deus implica o amor aos irmãos. Por isso, os filhos de Deus são os que vivem na Graça de Deus e amam os irmãos. Meditar a Palavra João fala para nós hoje. Quer ele dizer-nos que pela graça que nos foi dada em Cristo, somos chamados à santidade. Esta santidade, justiça, é vida em Deus, vida divina em nós....

Read More