Quinta-feira, 4º dia da Oitava do Natal (Santos Inocentes)

​​​​​​​1 João 1, 1-5 – 2, 2  Caríssimos: Esta é a mensagem que ouvimos de Jesus Cristo e vos anunciamos: Deus é luz e n’Ele não há trevas. Se dissermos que estamos em comunhão com Ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Mas se caminharmos na luz, como Ele vive na luz, estamos em comunhão uns com os outros e o sangue de Jesus, seu Filho, purifica-nos de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo, para nos perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda a maldade. Se dissermos que não pecamos, fazemos d’Ele um mentiroso e a sua palavra não está em nós. Meus filhos, escrevo-vos isto, para que não pequeis. Mas se alguém pecar, nós temos Jesus Cristo, o Justo, como advogado junto do Pai. Ele é a vítima de propiciação pelos nossos pecados, e não só pelos nossos, mas também pelos do mundo inteiro. Compreender a Palavra Celebramos a festa dos Santos Inocentes. No dia em que celebramos a matança dos inocentes por parte de Herodes que quer matar Jesus, João, na primeira carta mostra-nos a realidade do mundo dentro de nós. Assim como vemos no mundo a luz e as trevas, a maldade e a justiça, o...

Read More