Sexta-feira da Semana III do Tempo do Advento

1 Samuel 1, 24-28  Naqueles dias, Ana tomou Samuel consigo e, levando um novilho de três anos, três medidas de farinha e um odre de vinho, conduziu-o à casa do Senhor, em Silo. O menino era muito pequeno. Imolaram o novilho e apresentaram o menino a Heli. Ana disse-lhe: «Ouve, meu senhor. Por tua vida, eu sou aquela mulher que esteve aqui orando ao Senhor na tua presença. Eis o menino por quem orei: o Senhor ouviu a minha súplica. Por isso também eu o ofereço para que seja consagrado ao Senhor todos os dias da sua vida». E adoraram o Senhor. Compreender a Palavra A oração feita com fé não fica sem resposta. Deus concede os seus dons àqueles que lhos podem. É assim em muitas circunstâncias no Antigo Testamento e nos nossos dias. São várias as mulheres que se encontram estéreis em si mesmas e suplicam ao Senhor entre lágrimas e lamentações e são ouvidas. Ana, mãe de Samuel, é uma delas. Depois de uma grande prova, viu nos seus braços o filho tão desejado, fruto da sua súplica. Deus concedeu-lhe um filho e ela veio agradecer ao Senhor, trazendo um novilho para o sacrifício e consagrando o seu filho ao serviço do Senhor. Samuel será um grande profeta. Meditar a Palavra Pedir ao Senhor, entre lágrimas e súplicas, é uma atitude nobre, própria do homem. Certo...

Read More