Sexta-feira da Semana II do Tempo do Advento

Isaías 48, 17-19  Eis o que diz o Senhor, o teu redentor, o Santo de Israel: «Eu sou o Senhor, teu Deus, que te ensino o que é para teu bem e te conduzo pelo caminho que deves seguir. Se tivesses atendido às minhas ordens, a tua paz seria como um rio e a tua justiça como as ondas do mar. A tua descendência seria como a areia e como os seus grãos a tua posteridade. Nunca o teu nome seria tirado nem riscado da minha presença». Compreender a Palavra Isaías insiste com o povo até o fazer compreender que a razão dos seus queixumes não está em Deus mas na sua decisão de abandonar os caminhos do Senhor. Deus não abandonou o seu povo. Continua vigiando sobre ele, atento aos seus clamores, mas não é culpado da desgraça em que caíram porque lhes ensina o que é para seu bem e o conduz pelo caminho que deve seguir. ”Se tivesses atendido às minhas ordens… nunca o teu nome seria tirado nem riscado da minha presença”. Meditar a Palavra Estas palavras de Isaías soam como um apelo de Deus a regressar. Do mesmo modo que deixaste de ouvir a minha voz e seguiste pelo caminho da desobediência que te faz experimentar a sede e a ausência de Deus, agora podes voltar a escutar a voz de Deus que te...

Read More