Mês: Novembro 2017

Terça-feira da Semana XXXI do Tempo Comum

Romanos 12, 5-16ª Irmãos: Nós, que somos muitos, formamos em Cristo um só corpo e somos membros uns dos outros. Mas possuímos dons diferentes, conforme a graça que nos foi dada. Quem tem o dom da profecia, comunique-o em harmonia com a fé; quem tem o dom do ministério, exerça as funções do ministério; quem tem o dom do ensino, ensine; quem tem o dom de exortar, exorte; quem tem a missão de repartir, faça-o com simplicidade; quem preside, faça-o com zelo; quem exerce misericórdia, faça-o com alegria. Seja a vossa caridade sem fingimento. Detestai o mal e aderi ao bem. Amai-vos uns aos outros com amor fraterno; rivalizai uns com os outros na estima recíproca. Não sejais indolentes no zelo, mas fervorosos no espírito; dedicai-vos ao serviço do Senhor. Sede alegres na esperança, pacientes na tribulação, perseverantes na oração. Acudi com a vossa parte às necessidades dos cristãos; praticai generosamente a hospitalidade. Bendizei aqueles que vos perseguem; abençoai e não amaldiçoeis. Alegrai-vos com os que estão alegres, chorai com os que choram. Vivei em harmonia uns com os outros. Não aspireis às grandezas, mas conformai-vos com o que é humilde. Compreender a Palavra Paulo explica de forma muito interessante a nossa condição cristã. O cristão não é apenas alguém que tem fé, mas alguém que pela fé se integra na comunidade dos crentes gerando, entre todos, uma comunhão...

Read More

Segunda-feira da Semana XXXI do Tempo Comum

LEITURA I Rom 11, 29-36 Irmãos: Os dons e o chamamento de Deus são irrevogáveis. Na verdade, vós fostes outrora desobedientes a Deus e agora alcançastes misericórdia, devido à desobediência dos judeus. Assim também eles desobedeceram agora, de modo que, devido à misericórdia obtida por vós, também eles alcancem agora misericórdia. Efectivamente, Deus encerrou a todos na desobediência, para usar de misericórdia para com todos. Como é profunda a riqueza, a sabedoria e a ciência de Deus! Como são insondáveis os seus desígnios e incompreensíveis os seus caminhos! Quem conheceu o pensamento do Senhor? Quem foi o seu conselheiro? Quem Lhe deu primeiro, para que tenha de receber retribuição? D’Ele, por Ele e para Ele são todas as coisas. Glória a Deus para sempre. Amen. Compreender a Palavra Deus revela-se ao homem segundo critérios estranhos à sabedoria humana. Primeiro chamou os judeus e fez com eles uma aliança de amor. Depois revelou-se aos gentios anunciando-lhes o evangelho de Jesus Cristo porque os judeus se tinham recusado a aceitar aquele que lhes oferecia a salvação. A desobediência de uns é oportunidade para a salvação de outros. Quando os homens perceberem o que perdem quando rejeitam a misericórdia de Deus revelada em Cristo, todos virão ao encontro do Senhor que a ninguém falta com a sua misericórdia. Meditar a Palavra Paulo revela a condição de todo o homem diante de Deus....

Read More

Sexta-feira da Semana XXX do Tempo Comum

Romanos 9, 1-5 Irmãos: Em Cristo digo a verdade, não minto, e disso me dá testemunho a consciência no Espírito Santo: Sinto uma grande tristeza e uma dor contínua no meu coração. Quisera eu próprio ser anátema, separado de Cristo, para bem dos meus irmãos, que são do mesmo sangue que eu, que são israelitas, a quem pertencem a adoção filial, a glória, as alianças, a legislação, o culto e as promessas, a quem pertencem os Patriarcas e de quem procede Cristo segundo a carne, Ele que está acima de todas as coisas, Deus bendito por todos os séculos. Amen. Compreender a Palavra Paulo, consciente da realidade que mostra a salvação de Deus e a resposta do homem, afirma a sua dor pelo facto de serem sempre poucos os que aceitam a oferta de Deus. Parece que Deus não tem muito sucesso na vida e nas opções dos homens. Ele revela-se, dá-se a conhecer de muitos modos na vida e na história dos homens, particularmente ao povo eleito, através dos patriarcas e dos profetas, mas são poucos os que se decidem aceitar a proposta salvífica de Deus. Na plenitude dos tempos revelou-se e salvou os homens em Cristo seu Filho, mas, ainda assim, a resposta do povo eleito foi pequena. Paulo sente tristeza por isso. Deus salva a todos e são poucos, um “resto”, os que aceitam conscientemente esta...

Read More

Comemoração de todos os fiéis defuntos

Job 19, 1.23-27ª Job tomou a palavra e disse: «Quem dera que as minhas palavras fossem escritas num livro, ou gravadas em bronze com estilete de ferro, ou esculpidas em pedra para sempre! Eu sei que o meu Redentor está vivo e no último dia Se levantará sobre a terra. Revestido da minha pele, estarei de pé; na minha carne verei a Deus. Eu próprio O verei, meus olhos O hão de contemplar». Compreender a Palavra Comemoramos Todos os fiéis defuntos O livro de Job pertence à literatura poética do Antigo Testamento. Trata um assunto importante mas muito sensível que é a pergunta pelo sentido no meio da difícil relação do homem com Deus por causa do sofrimento e da morte. O homem tem dificuldade a encontrar um sentido para o mal e percebe a realidade à luz da recompensa e do merecimento. O autor quer mostrar-nos que Deus tem um olhar diferente sobre a realidade que não passa pela estreita medida da justiça humana. Job é o personagem do livro que, sendo fiel a Deus, se vê caído no sofrimento físico, moral e espiritual. Sente-se nada, mas não perde a esperança. Da sua boca saem as palavras que lemos neste texto usado na liturgia dos fiéis defuntos. Estas palavras têm a força da fé e da esperança conhecidas de todos os que são fiéis como Job: “Eu sei que...

Read More

Todos os Santos

LEITURA I Ap 7, 2-4.9-14  Eu, João, vi um Anjo que subia do Nascente, trazendo o selo do Deus vivo. Ele clamou em alta voz aos quatro Anjos a quem foi dado o poder de causar dano à terra e ao mar: «Não causeis dano à terra, nem ao mar, nem às árvores, até que tenhamos marcado na fronte os servos do nosso Deus». E ouvi o número dos que foram marcados: cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel. Depois disto, vi uma multidão imensa, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas. Estavam de pé, diante do trono e na presença do Cordeiro, vestidos com túnicas brancas e de palmas na mão. E clamavam em alta voz: «A salvação ao nosso Deus, que está sentado no trono, e ao Cordeiro». Todos os Anjos formavam círculo em volta do trono, dos Anciãos e dos quatro Seres Vivos. Prostraram-se diante do trono, de rosto por terra, e adoraram a Deus, dizendo: «Amen! A bênção e a glória, a sabedoria e a acção de graças, a honra, o poder e a força ao nosso Deus, pelos séculos dos séculos. Amen!». Um dos Anciãos tomou a palavra e disse-me: «Esses que estão vestidos de túnicas brancas, quem são e de onde vieram?». Eu respondi-lhe: «Meu Senhor, vós é que o sabeis»....

Read More