Mês: Outubro 2017

Quinta-feira da Semana XXVI do Tempo Comum

Neemias 8, 1-4a.5-6.7b-12 Naqueles dias, todo o povo israelita se reuniu como um só homem na praça de Jerusalém que está em frente da Porta das Águas. Disseram ao escriba Esdras que trouxesse o Livro da Lei de Moisés, que o Senhor havia prescrito a Israel. Então o sacerdote Esdras trouxe o Livro da Lei perante a assembleia de homens e mulheres e todos os que eram capazes de compreender. Era o primeiro dia do sétimo mês. Desde a aurora até ao meio dia, fez a leitura do Livro, na praça situada em frente da Porta das Águas, diante dos homens e mulheres e todos os que eram capazes de compreender. Todo o povo ouvia atentamente a leitura do Livro da Lei. O escriba Esdras estava de pé num estrado de madeira feito de propósito. Estando assim em plano superior a todo o povo, Esdras abriu o Livro à vista de todos; e quando o abriu, todos se levantaram. Então Esdras bendisse o Senhor, o grande Deus, e todo o povo respondeu, erguendo as mãos: «Amen! Amen!». E prostrando-se de rosto por terra, adoraram o Senhor. Os levitas explicavam a Lei ao povo, que permanecia de pé. Liam, clara e distintamente, o Livro da Lei de Deus e explicavam o seu sentido, de maneira que se pudesse compreender a leitura. Então o governador Neemias, o sacerdote e escriba Esdras,...

Read More

Quarta-feira da Semana XXVI do Tempo Comum

Neemias 2, 1-8 No mês de Nisã do ano vinte do reinado de Artaxerxes, em que eu era o copeiro-mor, tomei o vinho e servi-o ao rei. Como eu nunca me apresentara triste na sua presença, o rei perguntou-me: «Porque tens o rosto abatido? Não estás doente; mas certamente tens o coração angustiado». Eu assustei-me, mas respondi ao rei: «Viva o rei para sempre! Como não havia de andar tão triste, se a cidade onde estão os túmulos dos meus pais está em ruínas e as suas portas devoradas pelo fogo?». O rei disse-me: «Então que desejas fazer?». Eu invoquei o Deus dos Céus e respondi ao rei: «Se te agrada, ó rei, e estás contente com o teu servo, manda-me ir a Judá para reconstruir a cidade onde estão os túmulos dos meus pais». O rei, que tinha a rainha a seu lado, perguntou-me: «Quanto tempo durará a tua viagem? Quando voltarás?». Marquei uma data. O rei concordou e deixou-me partir. Eu disse ainda ao rei: «Se parecer bem ao rei, dêem-me cartas para o governador da província ocidental do Eufrates, a fim de me deixarem passar, até eu chegar a Judá, e também uma carta para Asaf, intendente do parque florestal, a fim de me dar madeira para reconstruir as portas da cidadela do templo, as muralhas da cidade e a casa onde vou morar». O rei...

Read More

Terça-feira da Semana XXVI do Tempo Comum

Leitura I Zac 8, 20-23  Assim fala o Senhor do Universo: Virão de novo a Jerusalém povos e habitantes de grandes cidades. Os habitantes de uma cidade irão dizer aos habitantes da outra: «Vamos implorar a benevolência do Senhor, vamos procurar o Senhor do Universo. Eu também irei». Virão muitos povos e nações poderosas procurar em Jerusalém o Senhor do Universo, implorar a benevolência do Senhor. Assim fala o Senhor do Universo: Naqueles dias, dez homens de todas as línguas faladas entre as nações agarrarão um judeu pela orla do manto, dizendo: «Queremos ir na vossa companhia, porque ouvimos dizer que Deus está convosco». Compreender a Palavra Zacarias proclama a universalidade da fé. Deus não é propriedade de ninguém e o Senhor do universo é esse Deus de todos os homens. Jerusalém é a cidade para todos os povos. Ali se reunirão vindos de todas as partes os que procuram o Senhor, os que querem implorar benevolência. A reunião de todos os povos faz-se a partir do povo do Senhor já reunido. Cada judeu arrastará consigo dez homens de todas as línguas. Meditar a Palavra Uma adesão por arrasto. Os judeus, segundo o profeta Zacarias são sinal para todos os que procuram o Senhor e imploram a sua benevolência porque eles são o povo do Senhor e é deles a cidade santa. Do mesmo modo que os judeus, a...

Read More

Santos Anjos da Guarda

Zacarias 8, 1-8 A palavra do Senhor do Universo foi-me dirigida nestes termos: «Assim fala o Senhor do Universo: Sinto por Sião um amor ardente, tenho por ela um grande ciúme. Assim fala o Senhor: Eu voltarei para Sião, habitarei em Jerusalém. Jerusalém será chamada ‘Cidade fiel’ e o monte do Senhor do Universo ‘Monte Santo’. Assim fala o Senhor do Universo: Velhos e velhas voltarão a sentar-se nas praças de Jerusalém, cada um apoiado no seu bastão por causa da muita idade. As praças da cidade encher-se-ão de meninos e meninas, que brincarão nas suas praças. Assim fala o Senhor do Universo: Se isto parece impossível, naqueles dias, aos olhos do resto deste povo, porventura será também impossível a meus olhos? – oráculo do Senhor do Universo. Assim fala o Senhor do Universo: Eu libertarei o meu povo, das terras do Oriente e das terras do Ocidente. Hei de trazê-los de novo para habitarem em Jerusalém. Eles serão o meu povo e Eu serei o seu Deus na fidelidade e na justiça». Compreender a Palavra Os impossíveis de Deus diante da infidelidade do povo. O resto de Israel tem dificuldade em acreditar que será possível restaurar este povo regressado do exílio e fazer dele o povo do Senhor com toda a sua glória e esplendor. No entanto, Deus fala e proclama que para ele nada é impossível “Se...

Read More

Outubro 2017
D S T Q Q S S
« Set   Nov »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031