Quinta-feira da Semana XXIX do Tempo Comum

Romanos 6, 19-23 Irmãos: Falo com linguagem humana, por causa da vossa fraqueza: Assim como entregastes os vossos membros como escravos ao serviço da impureza e da desordem, que conduz à revolta contra Deus, colocai agora os vossos membros ao serviço da justiça, que conduz à santidade. Na verdade, quando éreis escravos do pecado, éreis livres em relação à justiça. Mas que fruto colhestes então dessas obras de que atualmente vos envergonhais? De facto, o seu fim é a morte. Mas agora, libertos do pecado e tornados servos de Deus, produzis o fruto que conduz à santificação, cujo fim é a vida eterna. Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, em Jesus Cristo, nosso Senhor. Compreender a Palavra Pegando na vida real, bem conhecida pelos romanos, Paulo explica que a vida antes de conhecer Cristo foi, para eles, uma vida de escravidão. Escravos do pecado puseram os seus membros ao serviço da impureza, da desordem, contra Deus. Agora que fizeram a experiência do encontro com Cristo que, pela conversão, os libertou, “colocai, diz Paulo, os vossos membros ao serviço da justiça, que conduz à santidade”. Os frutos da escravidão envergonham quem conhece a Cristo, os frutos da liberdade oferecida por Cristo é a santificação que leva à vida eterna. Meditar a Palavra Nenhum de nós quer ser escravo....

Read More