Segunda-feira da Semana XXIX do Tempo Comum

Romanos 4, 20-25 Irmãos: Perante a promessa de Deus, Abraão não se deixou abalar pela desconfiança, antes se fortaleceu na fé, dando glória a Deus, plenamente convencido de que Deus era capaz de cumprir o que tinha prometido. Por este motivo é que isto «lhe foi atribuído como justiça». Não é só por causa dele que está escrito «Isto foi-lhe atribuído», mas também por causa de nós, que acreditamos n’Aquele que ressuscitou dos mortos, Jesus, Nosso Senhor, que foi entregue à morte por causa das nossas faltas e ressuscitou para nossa justificação. Compreender a Palavra A fé de Abraão fortaleceu-o na esperança inabalável de quem acredita que Deus tem poder para cumprir as suas promessas e as cumpre no seu devido tempo. Do mesmo modo que se atribui a Abrão esta fortaleza da fé também se atribui a cada um de nós, porque, também nós acreditamos que Jesus foi entregue à morte e ressuscitou para nossa justificação. O que Deus realizou em Abraão realiza-o em nós e a sua fé na promessa é a mesma fé que nós colocamos no cumprimento da palavra dita por Deus em Jesus. Meditar a Palavra A fé surge, segundo as palavras de Paulo, como uma adesão à palavra pronunciada por Deus em forma de promessa que ele vai cumprir em cada um, a seu tempo. A promessa não depende da fé e a...

Read More