A Igreja e a Trindade

 

Da ressurreição do Filho, da efusão do Espírito, nasceu a Igreja. Ela partiu sob o impulso do mandato de Jesus: "Ide e fazei discípulos em todas as nações, batizando em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo" (Mt 28,19).

 

Dos gestos mais simples às manifestações mais solenes – do sinal da cruz aos sacramentos -, a vida da Igreja está inteiramente mergulhada no mistério trinitário. Ela preocupa-se menos com as explicações e razões do que com a possibilidade de experimentar a força da presença das Pessoas divinas. A Igreja torna-se espaço de encontro com Deus trinitário e abre-se em experiência de encontro e de vida de comunhão com o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

 

 

As portas deste mistério não se podem forçar com a inteligência, com a ciência, a filosofia, ou qualquer forma do conhecimento humano. O mistério de Deus Trindade, só se conhece pelo amor: "Se alguém me ama – diz Jesus – guardará as minhas palavras e meu Pai o amará e nós viremos a ele e faremos nele a nossa morada… o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome é que vos ensinará tudo" (Jo 14,23-26).