As tentaš§es de Jesus

“Tu és para mim Satanás”. Foram estas as palavras de Jesus a Pedro quando ele o tentava desviar do caminho da cruz e orientar para o caminho do sucesso humano. As tentações que os evangelistas nos apresentam condensadas num episódio no princípio da vida pública, são tentações que estão presentes ao longo de toda a vida de Jesus. Diante das mais variadas solicitações a que estava exposto durante a sua vida pública, Jesus teve que lutar contra a tentação de reduzir a sua missão às espetativas das pessoas. Foi uma grande luta interior, como cada um de nós pode perceber tendo em conta a nossa própria experiência.

 

Os judeus viviam sonhos ambiciosos e dominadores, queriam uma resposta fácil de alcançar a glória e o estrelato, querem sinais, querem a repetição do Maná a cair do céu “dar-te-ei todos os reinos da terra…; manda que estas pedras se transformem em pão…; atira-te daqui abaixo… virão os anjos do céu…;”.As tentações foram um acontecimento quase diário, uma luta contra o facilitismo, o deslumbramento, o falso messionismo. Havia uma opção que tinha que ser feita dia a dia, contra a corrente, contra a ambição, os desejos demasiado humanos.

 

Em muitas passagens do evangelho percebemos que Jesus não ficou indiferente às solicitações das pessoas que, na sua humanidade, experimentavam alguma limitação. Mas Ele sempre respondia de acordo com a sua missão e ia só até onde lhe era permitido ir enquanto enviado do Pai. Em muitas situações, quando as multidões pretendiam que ele avançasse para terrenos que não pertencia ao projeto do Pai, ele abandona as multidões e refugia-se no silêncio da noite em oração. Recusar as solicitações dos homens e fazer a vontade do Pai foi uma luta permanente na vida de Jesus. Uma luta tão feroz que o levou à agonia do jardim das oliveiras.

 

Ao contrário dos interesses dos homens, a glória de Jesus era a glória de Deus, a glória de amar até ao ponto de dar a vida. Desta forma revelou a sua messianidade, como enviado do Pai, como salvação para todos os homens no sangue derramado na cruz.