Terça-feira da Semana VI do Tempo Comum

Evangelho: Mc 8, 14-21
Naquele tempo, os discípulos esqueceram-se de arranjar comida e só tinham consigo um pão no barco. Então Jesus recomendou-lhes: «Tende cuidado com o fermento dos fariseus e o fermento de Herodes». Eles discutiam entre si, dizendo: «Fala assim porque não temos pão». Mas Jesus ouviu-os e disse-lhes: «Porque estais a discutir que não tendes pão? Ainda não entendeis nem compreendeis? Tendes o coração endurecido? Tendes olhos e não vedes, ouvidos e não ouvis? Não vos lembrais quantos cestos de bocados recolhestes, quando Eu parti os cinco pães para as cinco mil pessoas?». Eles responderam: «Doze». «E quantos cestos de bocados recolhestes, quando reparti sete pães para as quatro mil pessoas?». Eles responderam: «Sete». Disse-lhes então Jesus: «Não entendeis ainda?».

 

 

Terça-feira da Semana VI do Tempo Comum
Evangelho: Mc 8, 14-21
Naquele tempo, os discípulos esqueceram-se de arranjar comida e só tinham consigo um pão no barco. Então Jesus recomendou-lhes: «Tende cuidado com o fermento dos fariseus e o fermento de Herodes». Eles discutiam entre si, dizendo: «Fala assim porque não temos pão». Mas Jesus ouviu-os e disse-lhes: «Porque estais a discutir que não tendes pão? Ainda não entendeis nem compreendeis? Tendes o coração endurecido? Tendes olhos e não vedes, ouvidos e não ouvis? Não vos lembrais quantos cestos de bocados recolhestes, quando Eu parti os cinco pães para as cinco mil pessoas?». Eles responderam: «Doze». «E quantos cestos de bocados recolhestes, quando reparti sete pães para as quatro mil pessoas?». Eles responderam: «Sete». Disse-lhes então Jesus: «Não entendeis ainda?».
Compreender a Palavra
Escutamos hoje este diálogo de Jesus com os discípulos. Jesus previne-os para não se deixarem cair na hipocrisia dos fariseus nem na mediocridade de Herodes, mas os discípulos não entendem. Estão centrados no pão e não compreendem o que Jesus lhes diz. As palavras de Jesus são duras: “Ainda não entendeis nem compreendeis? Tendes o coração endurecido? Tendes olhos e não vedes, ouvidos e não ouvis?”
Meditar a Palavra
Como é difícil vencer as minhas preocupações com o que hei-de comer ou vestir. É tão fácil deixar-me aprisionar pelas preocupações com o dia de amanhã. De facto, às vezes sou tão pequeno que não vejo senão o pedaço de pão que tenho na sacola. No meio destas preocupações Jesus vai dizendo: “Ainda não entendeste? Tens o coração endurecido? Tens olhos e não vês, ouvidos e não ouves?”
Rezar a palavra
É duro o meu coração, Senhor. Meus olhos e meus ouvidos estão fechados. Quero ver, quero ouvir e não sou capaz. Quero entender e não consigo. Senhor, arranca este meu coração de pedra e dá-me um coração de carne. Dá-me o entendimento do coração para que compreenda a tua palavra.
Compromisso
O que é que Jesus está a dizer à minha vida que eu não compreendo?

Compreender a Palavra
Escutamos hoje este diálogo de Jesus com os discípulos. Jesus previne-os para não se deixarem cair na hipocrisia dos fariseus nem na mediocridade de Herodes, mas os discípulos não entendem. Estão centrados no pão e não compreendem o que Jesus lhes diz. As palavras de Jesus são duras: “Ainda não entendeis nem compreendeis? Tendes o coração endurecido? Tendes olhos e não vedes, ouvidos e não ouvis?”


Meditar a Palavra
Como é difícil vencer as minhas preocupações com o que hei-de comer ou vestir. É tão fácil deixar-me aprisionar pelas preocupações com o dia de amanhã. De facto, às vezes sou tão pequeno que não vejo senão o pedaço de pão que tenho na sacola. No meio destas preocupações Jesus vai dizendo: “Ainda não entendeste? Tens o coração endurecido? Tens olhos e não vês, ouvidos e não ouves?”


Rezar a palavra
É duro o meu coração, Senhor. Meus olhos e meus ouvidos estão fechados. Quero ver, quero ouvir e não sou capaz. Quero entender e não consigo. Senhor, arranca este meu coração de pedra e dá-me um coração de carne. Dá-me o entendimento do coração para que compreenda a tua palavra.


Compromisso

O que é que Jesus está a dizer à minha vida que eu não compreendo?