Terça-feira da Semana I do Tempo comum

EVANGELHO Mc 1, 21-28 
Jesus chegou a Cafarnaum e quando, no sábado seguinte, entrou na sinagoga e começou a ensinar, todos se maravilhavam com a sua doutrina, porque os ensinava com autoridade e não como os escribas. Encontrava-se na sinagoga um homem com um espírito impuro, que começou a gritar: «Que tens Tu a ver connosco, Jesus Nazareno? Vieste para nos perder? Sei quem Tu és: o Santo de Deus». Jesus repreendeu-o, dizendo: «Cala-te e sai desse homem». O espírito impuro, agitando-o violentamente, soltou um forte grito e saiu dele. Ficaram todos tão admirados, que perguntavam uns aos outros: «Que vem a ser isto? Uma nova doutrina, com tal autoridade, que até manda nos espíritos impuros e eles obedecem-Lhe!». E logo a fama de Jesus se divulgou por toda a parte, em toda a região da Galileia.

 

 

Compreender a Palavra
O texto de Marcos situa Jesus na sinagoga de Cafarnaum, no dia de sábado, rodeado de pessoas que, entre assombro e admiração, têm para com Ele a primeira manifestação de fé. A primeira parte do texto mostra Jesus a ensinar e a admiração das pessoas pela novidade da sua doutrina. Na segunda parte, o milagre, apresenta Jesus numa atitude libertadora. Com esta ação, que se manifesta através da palavra, Jesus confirma a autoridade e novidade da sua doutrina. De novo as pessoas se admiram e mostram adesão divulgando a fama de Jesus por toda a região.
 
Meditar a Palavra
Com a sua palavra Jesus manifesta de novo a possibilidade de crer. As pessoas, cansadas de ouvir a explicação da Lei na sessão semanal da sinagoga, encontram nas palavras de Jesus uma nova autoridade que lhes garante valer a pena continuar a acreditar. Por outro lado, o milagre, mostra a todos que esta autoridade atinge o coração do mal, não é superficial, mas profunda e não atinge apenas o homem prisioneiro do espírito impuro mas toda a comunidade experimenta esta libertação. É Jesus quem liberta e é a Jesus que deve acorrer todo o homem que se encontra prisioneiro do mal. No meio dos irmãos e na escuta da palavra de Jesus todo o homem é chamado a experimentar a libertação. Este é o convite de Jesus para mim: Que tenha a coragem de me unir aos meus irmãos e escutar a sua Palavra para receber a libertação que Ele me oferece.
 
Rezar a Palavra
Eu também sei quem tu és, Senhor. Tu és “o Santo de Deus”. Mas reconheço que na minha vida não basta saber quem tu és. Torna-se cada dia mais urgente experimentar-te pela fé. Encontrar-me com a força da tua palavra “cala-te e sai” e receber deste modo a libertação de que tanto necessito. Faz-te ouvir com a tua autoridade na minha vida, Senhor. Liberta-me do mal que me oprime e não me deixa viver com os meus irmãos em fraterna comunhão.
 
Compromisso
Quero sentar-me no silêncio de mim mesmo a meditar esta palavra.