Quinta-feira da Semana I do Tempo do Advento

EVANGELHO Mt 7, 21.24-27 
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Nem todo aquele que Me diz ‘Senhor, Senhor’ entrará no reino dos Céus, mas só aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos Céus. Todo aquele que ouve as minhas palavras e as põe em prática é como o homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as torrentes e sopraram os ventos contra aquela casa; mas ela não caiu, porque estava fundada sobre a rocha. Mas todo aquele que ouve as minhas palavras e não as põe em prática é como o homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, vieram as torrentes e sopraram os ventos contra aquela casa; ela desmoronou-se e foi grande a sua ruína».

 

 

asdasdasd
Quinta-feira da Semana I do Tempo do Advento
EVANGELHO Mt 7, 21.24-27 
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Nem todo aquele que Me diz ‘Senhor, Senhor’ entrará no reino dos Céus, mas só aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos Céus. Todo aquele que ouve as minhas palavras e as põe em prática é como o homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha. Caiu a chuva, vieram as torrentes e sopraram os ventos contra aquela casa; mas ela não caiu, porque estava fundada sobre a rocha. Mas todo aquele que ouve as minhas palavras e não as põe em prática é como o homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia. Caiu a chuva, vieram as torrentes e sopraram os ventos contra aquela casa; ela desmoronou-se e foi grande a sua ruína».
 
Compreender a Palavra
Logo de início, as palavras de Jesus despertam a tenção dos ouvintes para uma nova atitude perante a Palavra de Deus. Jesus considera vazio o palavreado sem conteúdo das orações dos judeus e dos pagãos. A oração há-de brotar da palavra de Deus escutada e transformada em vida. Os prudentes fazem-no como quem constrói uma casa sobre a rocha. Os insensatos ficam no palavreado vazio, como quem constrói na areia. Quem não entender isto está sujeito a grande ruína.
 
Meditar a Palavra
A vontade de Deus deve impor-se na minha vida não porque é uma vontade imposta mas porque, pela escuta da Palavra de Deus, reconheço um caminho de verdade e de vida que me é proposto e adiro a ele com todo o coração. A minha vida constrói-se como uma casa segura sempre que sou capaz de confrontar-me com essa palavra e alterar os meus percursos de acordo com ela.
 
Rezar a Palavra
Tu és a rocha da minha vida e a tua palavra dá consistência à minha construção. Quero ser uma casa forte, bem edificada e enraizada na tua palavra, construída sobre o alicerce da obediência à tua vontade. Sei que posso construir de outro modo e em outro alicerce, mas também sei que só tu és a rocha segura onde posso edificar para a vida eterna. Segura-me a ti, Senhor, para que a minha vida não se desmorone como acontece com os insensatos que não te escutam nem fazem a tua vontade.
 
Compromisso
Vou analisar a minha vida, para ver em que aspetos estou a construir sobre a areia por não querer dar ouvidos à Palavra de Deus.
-- 

Compreender a Palavra
Logo de início, as palavras de Jesus despertam a tenção dos ouvintes para uma nova atitude perante a Palavra de Deus. Jesus considera vazio o palavreado sem conteúdo das orações dos judeus e dos pagãos. A oração há-de brotar da palavra de Deus escutada e transformada em vida. Os prudentes fazem-no como quem constrói uma casa sobre a rocha. Os insensatos ficam no palavreado vazio, como quem constrói na areia. Quem não entender isto está sujeito a grande ruína.
 
Meditar a Palavra
A vontade de Deus deve impor-se na minha vida não porque é uma vontade imposta mas porque, pela escuta da Palavra de Deus, reconheço um caminho de verdade e de vida que me é proposto e adiro a ele com todo o coração. A minha vida constrói-se como uma casa segura sempre que sou capaz de confrontar-me com essa palavra e alterar os meus percursos de acordo com ela.
 
Rezar a Palavra

Tu és a rocha da minha vida e a tua palavra dá consistência à minha construção. Quero ser uma casa forte, bem edificada e enraizada na tua palavra, construída sobre o alicerce da obediência à tua vontade. Sei que posso construir de outro modo e em outro alicerce, mas também sei que só tu és a rocha segura onde posso edificar para a vida eterna. Segura-me a ti, Senhor, para que a minha vida não se desmorone como acontece com os insensatos que não te escutam nem fazem a tua vontade.
 
Compromisso

Vou analisar a minha vida, para ver em que aspetos estou a construir sobre a areia por não querer dar ouvidos à Palavra de Deus.