Segunda-feira da Semana XXXIV do Tempo Comum

EVANGELHO Lc 21, 1-4
Naquele tempo, Jesus levantou os olhos e viu os ricos deitarem na arca do Tesouro as suas ofertas. Viu também uma viúva muito pobre deitar duas pequenas moedas. Então Jesus disse: «Em verdade vos digo: Esta viúva pobre deu mais do que todos os outros. Todos eles deram do que lhes sobrava; mas ela, na sua penúria, ofereceu tudo o que possuía para viver».

 

 

asdasdas
Segunda-feira da Semana XXXIV do Tempo Comum
EVANGELHO Lc 21, 1-4
Naquele tempo, Jesus levantou os olhos e viu os ricos deitarem na arca do Tesouro as suas ofertas. Viu também uma viúva muito pobre deitar duas pequenas moedas. Então Jesus disse: «Em verdade vos digo: Esta viúva pobre deu mais do que todos os outros. Todos eles deram do que lhes sobrava; mas ela, na sua penúria, ofereceu tudo o que possuía para viver».
 
Compreender a Palavra
Jesus encontra-se nas imediações da arca onde os judeus deitavam as ofertas para o Templo. Na sua observação vê os ricos deitarem grandes quantias e uma mulher pobre deitar apenas duas pequenas moedas. Ao ver q diferença de atitude Jesus emite um juízo “esta pobre viúva deu mais do que todos” e explica porquê “porque deu tudo”. 
A esmola faz parte das obras que um bom judeu deve praticar habitualmente. Renunciar aos bens da terra é construir um tesouro no céu. A observação de Jesus incide sobre o sentido desta esmola e sobre as suas motivações. Os ricos dão da sua abundância, os pobres dão da sua pobreza. Os ricos dão o que sobra, os pobres dão o que lhes faz falta. Os ricos têm a sua sobrevivência assegurada, os pobres oferecem a Deus a sua existência, porque depois de darem o que têm não lhes resta mais nada senão esperar a morte como a viúva de Sarepta. Os ricos dão do que exploram às viúvas, as viúvas dão do que mendigaram durante o dia. O valor da esmola não se mede pelo que se dá mas pelo que se tem.
 
Meditar a Palavra
A pobre viúva é-me apresentada como exemplo do verdadeiro discípulo. Eu quero ser discípulo de Jesus e Jesus mostra-me que os seus discípulos são os que se negam a si mesmos, os que recusam as seguranças do mundo, os que preferem perder a vida por sua causa, os que vendem tudo e voltam para o seguir, aqueles que escolhem a cruz arriscando tudo. Desta forma, sou convidado a falar a partir da minha própria experiência de existência breve, frágil e desprotegida mas confiante na força e no poder daquele a quem entreguei toda a minha vida.
 
Rezar a Palavra
Recebe, Senhor, a minha existência breve e indefesa. Recebe-me na pobreza do que sou. O meu valor resume-se a duas pequenas moedas. Nada mais sou do que um pobre pedinte que espera o necessário para o dia de hoje. Nada mais quero do que entregar em tuas mãos a pobre segurança que significa o pão de cada dia. Ensina-me, Senhor, a não esperar senão na tua bondade para comigo.
 
Compromisso
Hoje é dia de dar esmola.

Compreender a Palavra
Jesus encontra-se nas imediações da arca onde os judeus deitavam as ofertas para o Templo. Na sua observação vê os ricos deitarem grandes quantias e uma mulher pobre deitar apenas duas pequenas moedas. Ao ver q diferença de atitude Jesus emite um juízo “esta pobre viúva deu mais do que todos” e explica porquê “porque deu tudo”. 
A esmola faz parte das obras que um bom judeu deve praticar habitualmente. Renunciar aos bens da terra é construir um tesouro no céu. A observação de Jesus incide sobre o sentido desta esmola e sobre as suas motivações. Os ricos dão da sua abundância, os pobres dão da sua pobreza. Os ricos dão o que sobra, os pobres dão o que lhes faz falta. Os ricos têm a sua sobrevivência assegurada, os pobres oferecem a Deus a sua existência, porque depois de darem o que têm não lhes resta mais nada senão esperar a morte como a viúva de Sarepta. Os ricos dão do que exploram às viúvas, as viúvas dão do que mendigaram durante o dia. O valor da esmola não se mede pelo que se dá mas pelo que se tem.
 
Meditar a Palavra
A pobre viúva é-me apresentada como exemplo do verdadeiro discípulo. Eu quero ser discípulo de Jesus e Jesus mostra-me que os seus discípulos são os que se negam a si mesmos, os que recusam as seguranças do mundo, os que preferem perder a vida por sua causa, os que vendem tudo e voltam para o seguir, aqueles que escolhem a cruz arriscando tudo. Desta forma, sou convidado a falar a partir da minha própria experiência de existência breve, frágil e desprotegida mas confiante na força e no poder daquele a quem entreguei toda a minha vida.
 
Rezar a Palavra
Recebe, Senhor, a minha existência breve e indefesa. Recebe-me na pobreza do que sou. O meu valor resume-se a duas pequenas moedas. Nada mais sou do que um pobre pedinte que espera o necessário para o dia de hoje. Nada mais quero do que entregar em tuas mãos a pobre segurança que significa o pão de cada dia. Ensina-me, Senhor, a não esperar senão na tua bondade para comigo.
 
Compromisso
Hoje é dia de dar esmola.