O Verbo fez-se carne

Jesus de Nazaré nasce do "sim" da Virgem Maria, é "o Senhor" no sentido divino da palavra: ele é Iahweh como o seu Pai.

 

Jesus de Nazaré não se tornou Deus no decorrer da sua vida humana ou na sua ressurreição, apesar de só aos poucos ter sido reconhecido como tal. Ele era Deus desde sempre e, portanto, em todos os instantes da sua vida, desde o seio de Maria.

 

 

Ninguém se torna Deus. Todas as criaturas podem tornar-se participantes da natureza divina pela graça de Deus, como diz o plano de Deus para nós. Mas por natureza própria e pessoal só Deus é Deus e é Deus desde sempre. Não se começa a ser Deus. Portanto, o Filho de Deus nunca se tornou Deus.

 

 

Mas façamos a pergunta de outra maneira: Jesus existia antes de ser concebido no seio de Maria? Não! "Jesus" é o nome dado por José, por ordem de Deus, ao recém-nascido de Maria, sua esposa. Jesus não existia desde sempre. Um homem só existe depois de ser concebido. Se a humanidade de Jesus existisse antes da sua conceção, ele não seria da nossa raça, da nossa condição, não seria verdadeiro homem. Antes do "sim" de Maria, o homem Jesus não existia.

 

 

No entanto, já existia aquele que iria ter o nome de Jesus e que havia de nascer de Maria. O homem Jesus não existia mas existia o Filho de Deus a quem agora conhecemos como Jesus porque se fez homem por ter nascido de Maria.

 

 

O Filho deDeus "nascido do Pai antes de todos os séculos" não são dois, mas um só, são a mesma Pessoa. Contudo, antes da sua encarnação, essa Pessoa eterna não se chamava Jesus, pois Jesus é o nome do homem, da criatura, que ela se tornou há dois mil anos atrás pela encarnação.

 

 

Adptado de: Rey-Mermet, A fé explicada aos jovens e adultos.